7 de ago de 2011

Gangue da Matriz - Tonho Crocco



Baaaafão o músico Tonho Crocco autor da musica Gangue da Matriz, obra fantástica defendendo os direitos de nos cidadãos GAÚCHOS foi pego de surpresa nesta semana está sendo processado, por intermédio de uma ação no Ministério Público assinada pelo deputado Giovani Cherini (PDT),  por apenas usar o direito a liberdade de expressão o vídeo colocado no youtube em dezembro no ano passado. O musico é mais um dos que são totalmente contra o aumento absurdo de 73% nos salários que os próprios deputados gaúchos se concederam em 2010.

O músico, em nota divulgada em seu site oficial.

“Meu verdadeiro temor é que se abra um precedente coibindo as manifestações políticas, principalmente aquelas que usam de vias pacíficas e da arte como forma de expressão”,

OBS: Abaixo vejam os nomes só tem gente fina.

A favor:
Alberto Oliveira, Alceu Moreira, Alexandre Postal, Edson Brum, Gilberto Capoani, Luiz Fernando Záchia, Márcio Biolchi, Marco Alba, Nelson Härter (PMDB). Adolfo Brito, Francisco Appio, Frederico Antunes, João Fischer, Pedro Westphalen, Silvana Covatti (PP). Adilson Troca, Paulo Brum, Pedro Pereira, Zilá Breitenbach (PSDB). Adroaldo Loureiro, Ciro Simoni, Gerson Burmann, Gilmar Sossella, Kalil Sehbe (PDT). Abílio dos Santos, Aloísio Classmann, João Scopel (PTB). Berfran Rosado, Luciano Azevedo, Paulo Odone (PPS). Carlos Gomes (PRB). Francisco Pinho, Paulo Borges (DEM). Heitor Schuch, Miki Breier (PSB). Raul Carrion (PCdoB).

Votos contra ao reajuste:
Adão Villaverde, Daniel Bordignon, Dionilso Marcon, Elvino Bohn Gass, Fabiano Pereira, Ivar Pavan, Marisa Formolo, Raul Pont, Ronaldo Zülke, Stela Farias (PT). Cassiá Carpes (PTB).

Desses 11 que votaram contra, Adão Villaverde e Raul Pont do PT defendiam uma emenda que eumentaria em “apenas” 34 por cento seus salários, mas não foi aceita pelos demais, é claro. A final, quem viveria com apenas R$ 15.521,06 por mês?


Como diria Boris casoy ”ISSO É UMA VERGONHA”.

Escrito por Cícero Ribas.

1 de ago de 2011

27 É maldição ou coincidência



Passado exatamente um mês do dia mundial do rock, o mundo perde mais uma Divã de um vozeirão fantástico de lembrar Aretha Franklin, estou falando de uma das ultimas grandes e mais talentosas interpretes que o já ouvi na minha geração y, Amy winehouse se foi jovem por abuso excessivo de drogas. Muitos dizem que ela passou pela famosa maldição dos 27, que já levou estrelas como Janis Joplin, Jimi Hendrix, Jim Morrison, Brian Jones, Robert Johnson e Kurt Cobain que morreram aos 27 anos ambos no auge de sua musicalidade e também na decadência dominados pela depressão e o alto consumo de drogas.

Vendo toda repercussão lembrei-me de um documentário da rede globo sobre Tim Maia em que o jornalista Nelson Motta fala do amigo e faz sua conclusão sobre estes artistas gênios. Escrevi um resumido desta conclusão.

Eles Deten de uma tamanha sensibilidade, percepção, afinação são incríveis é um Don são extremamente inteligentes musicalmente, talvez por terem um talento absurdo e quase que perfeitos, brilhantes, acabam falhando na vida pessoal por achar que a vida é complexa e ela realmente é, para eles se torne muito mais, pois conquistam a sua independência financeira, conhecem o glamour, amores, amizades e a fama, rápido e com uma intensidade gigantesca para se absorver. São inexperientes não sabem dosar com a mesma maestria que conduzem sua musica, a sua própria vida por não terem uma base ou por serem simplesmente jovens.

Escrito por Cícero Ribas.