31 de mar de 2011

Aprendi dia 28/03 sobre AUTISMO.


Nesta segunda feira após o trabalho a velha rotina semanal, estava dirigindo-me para a aula e escutando o programa de rádio pretinho básico que é transmitido para tudo sul do pais e que alegrão a todos com suas piadas bem na hora DO RUSH nos livrando dos estresses do cotidiano. Além de piadas eles também falam sobre problemas sociais, saúde, política e religião quando leiam para os ouvintes os emails e twitters enviados, um deles os sensibilizou muito e acredito que a todos que estavam ouvindo, era um pai pedindo para falar sobre o dia do AUTISMO, contando sua história após os médicos estarem achando que seu filho tem autismo e tudo trabalho que está sendo feito para ajudar no tratamento dele que tem só 3 aninhos.   Após isso muitas pessoas mandavam twitters e emails falando sobre o assunto algumas que tem na família e outras que já conheceram pessoas com autismo foi incrível gostei tanto que corri atrás do assunto e li como é difícil constatar a doença.  Uma criança autista prefere estar só, não forma relações pessoais íntimas, não abraça, evita contato de olho, resiste às mudanças, é excessivamente presa a objetos familiares e repete continuamente certos atos e rituais. A criança pode começar a falar depois de outras crianças da mesma idade, pode usar o idioma de um modo estranho, ou pode não conseguir - por não poder ou não querer - falar nada. Quando falamos com a criança, ela freqüentemente tem dificuldade em entender o que foi dito. Ela pode repetir as palavras que são ditas a ela (ecolalia) e inverter o uso normal de pronomes, principalmente usando o tu em vez de eu ou mim ao se referir a si própria.
 Havia me esquecido de mencionar que no programa o Pai do menino pediu fez um desafio para que os locutores da rádio fizessem piadas sobre autismo já acredito até nem ter, a fim de divulgar algo que é tão pouco falado e conhecido por todos nós, uma dica pessoal veja o filme no youtube da Princeton Institute Sobre Autismo muito lindo, fantástico e valido aprender, abraço e fiquem com Deus.

Escrito por Cícero Ribas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário