24 de abr de 2013

O poder da musica


Nesta semana estava indo trabalhar, como de costume peguei meu mp4 para ouvir meu som iniciar meu bom dia, feliz! Au chegar na parada reparei que haviam mais três pessoas também escutando musica ri na hora e venho a perguntinha na conciência o mundo não vive sem musica. Comecei a observar todos os ouvintes hehehe, suas diferentes reações algumas ficam quietas, outras cantam baixinho, dublam, viajam pensativas, sorriam. A musica também cria estilos, identidade, padrão, dita até como nos vestimos moda é assustador isso :-) . Me aprofundei um pocuo mais sobre o assunto e li esta tese fascinante do efeito que e musica nos causa o bem que nos traz da médica e mestranda em psicobiologia pela UFRN Bernadette Serra.

 Elementos musicais são aplicados no tratamento de determinadas doenças. O som, como sabemos, é uma forma de energia que se manifesta de várias formas, cujas freqüências podem ressonar em objetos. A música pode ser considerada uma sofisticação da energia sonora, envolvendo tons e ritmos das mais variadas formas. Cada nota musical traz, em si, uma freqüência de som que, segundo alguns estudiosos, carrega um estado vibratório. A melodia resultante dessas freqüências resulta num certo tipo de vibração. Então podemos dizer que cada música tem um determinado “estado energético” e pode influenciar os elementos ao seu redor. Alguns músicos acreditam que estejam conectados a algo maior quando recebem inspiração para compor. Conhecemos bem o efeito que música tem principalmente sobre nossas emoções e o poder que ela tem de induzir estados emocionais. Por isso, cada vez mais ela vem sendo usada em terapia de doenças psíquicas, associada ou não a técnicas corporais. Também pode ser aplicada para melhorar a concentração e conduzir a estados meditativos. Não há dúvida que a música gera bem estar, mas o contrário também pode ocorrer, alguns tipos de ritmos musicais podem gerar desconforto emocional e físico. Alguns estudiosos crêem que a combinação de notas musicais gera um padrão vibratório com poder de atuar em nossa energia. Desse modo, podemos ter músicas com padrões mais densos e outras mais sutis. De fato, a experiência realizada por Mr. Masaru Emoto com a molécula de água evidencia que o estilo musical afeta a estrutura das moléculas. Usando técnicas fotográficas, Emoto verificou que a água quando exposta ao som de Bach, apresentava uma estrutura geométrica semelhante à água cristalina enquanto que, exposta a heavy metal assemelhava-se a estrutura de água poluída. Além disso, também constatou a influência das palavras. Uma frase com palavras amorosas mostrou a mesma estrutura da água que “ouviu” Bach e, frases com conteúdo agressivo mostraram uma estrutura como a exposta ao heavy metal. Então, se considerarmos que nosso corpo é formado quase 70% de água, podemos imaginar o efeito que a música e suas respectivas letras têm. Isso é interessante porque nos chama atenção para a qualidade de música que ouvimos. Assim como devemos estar atentos aos nossos pensamentos, não podemos negligenciar a qualidade dos sons a nossa volta. Mesmo quando não percebemos, tais sons podem estar atuando sobre nosso organismo. Pesquisas científicas têm demonstrado que a freqüência de sons atuam sobre as células, no movimento e partes do citoplasma, e no núcleo onde podem ativar certos genes. Isso nos leva a crer que os organismo vivos estão sujeitos a ação de padrões musicais. Algumas experiências com vacas leiteiras e vegetais mostram aumento na produção quando expostos a música clássica ou instrumental. Ouvir música faz bem, principalmente se elevar nosso padrão vibratório como Bach, Mozart, Strauss e tantos outros mas, como tudo na natureza busca o equilíbrio e também porque somos humanos, às vezes é preciso ouvir um heavy metal para “descarregar”.

Depois desta diga, aula lembrem não tenham vergonha de cantar, porque quem canta seus males espanta abaixo um poema que fiz sobre Compor de uma musica.

Desejo toca La
Ouço a sonoridade perfeita em meus ouvidos
O silencio me concentra, o som toca lentamente,
Percorre toda extensão do meu corpo,
Fazendo – o Tremer, seguindo este ritmo
A transpiração se torna natural pela excitação
Capaz de fazer meu coração bater aceleradamente
Na emoção
O toque de um acorde, Forman notas que Sussurram
Acordam a alma fazendo-a sentir – se novamente viva
Agregando palavras, frases rítmicas
Uma criação
Vinda de sentimento, e do que vivencio
Transformando a em musica

Escrito por Cícero Ribas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário